Departamento de Comércio dos EUA e Intel fecham acordo de bilhões para impulsionar produção de chips no país.





O Departamento de Comércio dos Estados Unidos fechou um acordo preliminar com a empresa Intel, garantindo um financiamento de até 8,5 bilhões de dólares, cerca de 42,7 bilhões de reais, e 11 bilhões de dólares, aproximadamente 55,3 bilhões de reais, em empréstimos com base na Lei de Chips e Ciência. A informação foi divulgada pela Casa Branca em um comunicado oficial.

A legislação, que data de 2022, tem como objetivo a liberação de 52,7 bilhões de dólares, cerca de 265 bilhões de reais, para fomentar a produção de chips nos EUA.

Os recursos financeiros anunciados nesta quarta-feira serão destinados à construção e expansão das instalações da Intel nos estados do Arizona, Ohio, Novo México e Oregon, conforme esclareceu o governo.

Além disso, os investimentos têm a perspectiva de criar quase 30.000 empregos diretos e contribuir para a manutenção de dezenas de milhares de postos de trabalho indiretos, segundo informações da Casa Branca.

A maior parte dos empregos será concentrada nos estados do Arizona e Ohio, conhecidos como “swing states” por seu histórico de votos decisivos em eleições presidenciais, nos quais a vitória pode depender de um pequeno número de votos.

É importante destacar que a eleição presidencial americana está agendada para o dia 5 de novembro.




Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo