Folha terá casa com programação própria em Paraty durante a Flip 2023, com mais debates e convidados

A Folha de São Paulo estará presente na Flip 2023, a Festa Literária Internacional de Paraty, com uma casa própria que contará com uma extensa programação. Essa não é a primeira vez que o jornal marca presença no evento, já que esta será sua décima participação. No entanto, em comparação ao ano passado, o número de debates e convidados aumentou significativamente.

Ao todo, serão realizados dez debates, com a participação de 19 pessoas entre escritores, colunistas e colaboradores da Folha. As mesas acontecerão entre os dias 23 e 26 de novembro, e o melhor de tudo é que elas serão gratuitas, não sendo necessário fazer inscrição antecipada. A Casa Folha estará localizada na rua do Comércio, 8, no centro histórico de Paraty, no Rio de Janeiro.

A abertura do programa contará com o crítico de cinema Inácio Araujo, autor de um livro lançado pelas Edições Sesc sobre sua obra, e a fotojornalista Gabriela Biló. Em seguida, teremos um debate entre Mauricio Stycer, colunista de televisão e biógrafo do Homem do Sapato Branco, e André Barcinski, jornalista responsável por criar uma série sobre o extinto jornal Notícias Populares. Para encerrar o primeiro dia, Bernardo Carvalho, autor do romance “Os Substitutos”, e Lucrecia Zappi, escritora de “Degelo”, se encontrarão para uma conversa.

Na sexta-feira, será realizada uma discussão sobre a obra de Ruth Guimarães, que escreveu para a Folha nos anos 1960 e teve suas crônicas reunidas em um volume lançado na Flip pela Primavera Editorial. Na mesa, estarão presentes Júnia Guimarães, filha da escritora e organizadora da obra, e a crítica Juliana Borges. Em seguida, Alexandre Vidal Porto, autor de “Sodomita”, e Eliana Alves Cruz, autora de “O Crime do Cais do Valongo”, debaterão obras de ficção que abordam a história real. A última mesa do dia será composta por Vera Iaconelli e Tati Bernardi, colunistas da Folha, que discutirão a maternidade em relação à nova publicação da psicanalista, “Manifesto Antimaternalista”.

No sábado, Conrado Hübner Mendes, colunista, e Oscar Pilagallo, jornalista, falarão sobre as relações entre o Supremo Tribunal Federal, a política e as manifestações de rua. Na parte da tarde, o neurocientista Sidarta Ribeiro, autor de um estudo recente sobre maconha, debaterá a descriminalização das drogas junto com Luiz Eduardo Soares, especialista em segurança pública. E para encerrar a programação do dia, André Barcinski voltará à Casa Folha para falar sobre sua biografia “Tudo Passará”, que aborda a vida de Nelson Ned, acompanhado de duas filhas do cantor.

O último dia da Flip 2023, domingo, contará com uma entrevista com o sociólogo Celso Rocha de Barros, autor do livro “PT: Uma História”, que abordará a conjuntura política em Brasília. Durante todo o evento, os visitantes terão a oportunidade de adquirir livros dos autores e volumes da Coleção Folha. Além disso, também terão acesso a exemplares do jornal e poderão desfrutar do café Três Corações, que apoia a Casa Folha.

Essa promete ser uma edição especial da Flip, com uma programação diversificada e interessante, reunindo grandes nomes da literatura, jornalismo e outras áreas de conhecimento. Não perca a oportunidade de visitar a Casa Folha durante a Festa Literária Internacional de Paraty e participar de debates enriquecedores.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo