Presença de Lula e Padre Julio em evento marca mudanças legislativas e celebração dos 75 anos da Declaração dos Direitos Humanos







Evento em Brasília

Evento teve a presença de Lula e do Padre Julio Lancellotti. O presidente também assinou uma lei que muda o estatuto da cidade e proíbe o emprego da “arquitetura hostil” em espaços livres de uso público.

Também foi assinada a instituição de um grupo de trabalho para avaliar e propor metodologias para produzir informações sobre população em situação de rua e uma portaria para instituir um novo programa de moradia.

A solenidade marcou o aniversário de 75 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos, completados no domingo (10).

“Com o povo da rua no Planalto, não vai ter um arranhão no patrimônio público”, disse Padre Julio. O líder religioso participou da cerimônia em Brasília e exaltou o presidente Lula com críticas aos ataques que destruíram a Praça dos Três Poderes em 8 de janeiro.

Nós conseguimos voltar ao Palácio do Planalto. Nós lutamos muito para te eleger, presidente, para que o senhor, voltando ao Palácio do Planalto, os pobres, os moradores de rua, as mulheres, os LGBT, os indígenas, as religiões de matriz africana, os sem religião, os que lutam pela dignidade humana, pudessem voltar a esse palácio. Padre Julio Lancellotti



Evento em Brasília marca a presença de Lula e do Padre Julio Lancellotti

A cerimônia realizada em Brasília contou com a presença do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e do Padre Julio Lancellotti. Durante o evento, o presidente também assinou uma lei que traz mudanças significativas para o estatuto da cidade, proibindo o emprego da chamada “arquitetura hostil” em espaços livres de uso público. A iniciativa visa garantir um ambiente mais acolhedor e inclusivo para a população.

Além disso, foi assinada a instituição de um grupo de trabalho que terá como objetivo avaliar e propor metodologias para produzir informações sobre a população em situação de rua. A medida visa aprimorar as políticas públicas voltadas para esse segmento da sociedade, buscando oferecer melhores condições de vida para essas pessoas. Também foi anunciada a portaria para instituir um novo programa de moradia, visando atender às necessidades habitacionais de parcelas mais vulneráveis da população.

A solenidade marcou a comemoração do aniversário de 75 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos, completados no domingo (10). O evento reforçou o compromisso com a promoção e defesa dos direitos fundamentais de todos os cidadãos, reafirmando a importância de se respeitar a dignidade humana em todas as suas formas.

Padre Julio Lancellotti teve um papel de destaque durante a cerimônia, onde destacou a importância da representatividade dos menos favorecidos nos espaços de poder. Ele afirmou que a presença do povo da rua no Palácio do Planalto representa um avanço na luta por justiça social, garantindo que não haverá prejuízos ao patrimônio público.

O líder religioso enfatizou a importância de que o presidente e demais autoridades atuem em prol dos mais necessitados, honrando o voto e a confiança depositados pela população. Em suas palavras, Padre Julio ressaltou a importância da representatividade no Palácio do Planalto, incluindo os pobres, moradores de rua, mulheres, LGBT, indígenas, religiões de matriz africana, sem religião e todos aqueles que lutam pela dignidade humana.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo